Fabrício Queiroz
Reprodução/SBT
Fabrício Queiroz

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz,  preso na casa de propriedade do advogado Frederick Wassef na manhã desta quinta-feira (18), estaria morando no local há cerca de um ano. A informação foi repassada pelo caseiro do imóvel ao delegado responsável pela prisão.

Leia também 

A casa de Wassef, que tem até mesmo uma placa com o nome do advogado na entrada, começou a ser monitorada após a Polícia Civil do Rio de Janeiro apreender um celular que teria informações sobre a estadia de Queiroz em Atibaia. O estado fluminense entrou em contato com São Paulo e as investigações passaram a ser feitas em conjunto.

Os policiais estariam monitorando a residência há cerca de 10 dias  e teriam desconfiado por notar sinais de movimentação dentro da casa, que teoricamente estava vazia. Queiroz não saiu da casa em nenhum momento do monitoramento.

Para conseguir entrar na casa, os policiais precisaram arrombar o portão e uma porta. O ex-assessor de Flávio Bolsonaro não resistiu à prisão.

Ele foi levado do local por volta das 6h, chegou na capital paulista pouco tempo depois, passou por um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal e foi encaminhado à sede da Polícia Civil, no centro da cidade. Ele deve ser levado ao Rio de Janeiro de helicóptero após uma série de procedimentos padrão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários