Sede da Otan, na Bélgica
Divulgação/Otan 17.05.2022
Sede da Otan, na Bélgica

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, voltou a ameaçar nesta segunda-feira (18) bloquear a  adesão da Suécia e Finlândia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) caso os países escandinavos não cumpram suas promessas sobre contraterrorismo feitas no mês passado.

"Gostaria de reiterar que se estes países não tomarem as medidas necessárias para cumprir as condições que estabelecemos, congelaremos o processo" de adesão à Otan, declarou o líder turco, citado pela Anadolu, em relação ao acordo alcançado na cúpula da aliança em Madri.

Na ocasião, Ancara apoiou a candidatura de Helsinque e Estocolmo em troca de um distanciamento dos países escandinavos de grupos considerados terroristas pela Turquia e da extradição de alguns militantes.


O presidente turco acrescentou que a Suécia ainda não implementou ações de acordo com as expectativas de Ancara, enquanto que a posição da Turquia "é muito clara".

Erdogan retirou o veto à entrada da Suécia e da Finlândia à Otan após os três países assinarem um memorando de entendimento no qual as duas nações se comprometeram em cooperar contra os militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), movimento que luta pela criança de um Estado curdo e que é considerado uma organização terrorista pelo governo turco.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários