Vyacheslav Volodin, presidente da Duma, o Parlamento baixo da Rússia
Reprodução
Vyacheslav Volodin, presidente da Duma, o Parlamento baixo da Rússia

Em sessão plenária desta terça-feira (5), o presidente da Câmara baixa do Parlamento russo, Vyacheslav Volodin, disse que a Ucrânia se tornou um "Estado terrorista", segundo comentários publicados no site da Duma, a câmara baixa da Assembleia Federal.

De acordo com os registros, Volodin afirmou que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, é o chefe de um "regime criminoso".

Desde o início da invasão russa ao território ucraniano , as autoridades da Rússia têm classificado a Ucrânia como sendo controlada por fascistas anti-russos e “neonazistas” , mas ainda não tinham dito que o país é um "Estado terrorista".

A Ucrânia e os países ocidentais, no entanto, dizem que a alegação é uma propagando infundada, usada somente como uma forma de tentar justificar o conflito e a tomada de territórios.

Após assumirem o controle da última cidade da região de Luhansk , no leste do país, o exército russo se prepara para atacar Donetsk .

Nesse domingo (3), a defesa ucraniana confirmou ter entregado o último ponto de resistência da região. Ao mesmo tempo, a Ucrânia disse ter recuperado o controle da Ilha das Cobras, considerada estratégica para a guerra. Ontem, as forças ucranianas hastearam a bandeira do país sobre o território recuperado.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários