Jornalista Maria Ressa é cofundadora do site de notícias Rappler
CC BY NC 2.0
Jornalista Maria Ressa é cofundadora do site de notícias Rappler

Um dia antes de o presidente das Filipinas , Rodrigo Duterte, deixar o poder, o site de notícias Rappler, cofundado pela jornalista e vencedora do Nobel da Paz de 2021 Maria Ressa, recebeu ordem para fechar, de acordo com a empresa nesta quarta-feira (29).

Nos últimos anos, a jornalista tem sido crítica de Duterte e da guerra contra as drogas iniciada por ele em 2016, quando assumiu a presidência. Isso fez com que Ressa e o site acumulassem uma série de denúncias, investigações e ataques.

A ordem encerramento do Rappler foi emitida pela Comissão da Valores Mobiliários das Filipinas, de acordo com a agência de notícias AFP . Em nota, o órgão confirmou a "revogação dos certificados de incorporação" do site por violar "restrições constitucionais e regulamentares à propriedade estrangeira nos meios de comunicação".

O próprio portal informou que a decisão "confirma efetivamente o fechamento" da empresa, mas disse que pretende recorrer contra a ordem, descrevendo o processo como "muito irregular". "Continuamos trabalhando, como sempre", disse a jornalista.

Após anos sendo criticado pela repressão e agressiva política de combate às drogas, Duterte deixa a presidência nesta quinta-feira (30). A filha dele, no entanto, vai assumir a vice-presidência do novo governo, que será comandando por Ferdinand Marcos Jr, filho do ex-ditador do país Ferdinand Marcos .

Durante o governo de Duterte, o Rappler teve que lutar para sobreviver diante das denúncias do governo de violação de uma cláusula constitucional que proíbe a propriedade estrangeira para obter financiamento, evasão fiscal e difamação cibernética.

Maria Ressa e o jornalista russo Dmitri Muratov venceram o Nobel da Paz em outubro de 2021 pelo esforço "para salvaguardar a liberdade de expressão".

O jornal de Muratov, Novaya Gazeta, no entanto, precisou suspender as operações na Rússia em março deste ano, após a aprovação de uma lei para punir aqueles que criticam a invasão da Ucrânia .

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários