Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky
Reprodução / CNN Brasil - 05.04.2022
Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky

Nesta terça-feira (7), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, comemorou a permanência do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, no cargo e afirmou que o resultado da votação é uma "boa notícia". 

Ontem, o premiê sobreviveu a um voto de confiança de seu próprio Partido Conservador . A votação poderia afastá-lo do poder.

"Estou feliz por não termos perdido um aliado muito importante", disse Zelensky ao jornal Financial Times. "Esta é uma grande notícia", completou.

Desde o início da guerra com a Rússia, em 24 de fevereiro , Johnson tem sido um dos principais aliados da Ucrânia dentro da União Europeia. Autoridades de Kiev elogiaram o premiê por enviar armamento sofisticado aos ucranianos e pelo apoio na missão de expulsar as tropas russas do território.

Nessa segunda (6), os líderes conversaram sobre o conflito, que já ultrapassa os três meses , e o  Reino Unido confirmou o envio de um novo pacote de ajuda militar à Kiev.

De acordo com publicação de Zelensky nas redes sociais, além da guerra na Ucrânia, os líderes também discutiram formas de atenuar a crise alimentar global e desbloquear os portos do país, que hoje estão ocupados pela Rússia.

Pouco tempo depois, o governo britânico confirmou o envio de lançadores M270 — que podem atingir alvos a até 80 km de distância — e de munições M31A1.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários