Caça americano
O Antagonista
Caça americano

Em resposta aos mísseis balísticos de curto alcance lançados pela Coreia do Norte no último domingo (5) , Coreia do Sul e Estados Unidos realizaram exercícios militares no Mar do Japão nesta terça-feira (7).

A manobra conjunta das forças sul-coreanas e norte-americanas teve a participação de 20 jatos militares, incluindo os caças furtivos F-35A.

A ideia de realizar os exercícios teria amadurecido após a primeira reação de Seul e Washington, que dispararam ontem (6) oito mísseis no Mar do Japão.

"Realizamos o voo combinado para mostrar nossas capacidades de dissuasão e resposta às provocações norte-coreanas", informou o Estado-Maior das Forças Armadas de Seul.

Nos exercícios, a Coreia do Sul utilizou seus principais jatos, como F-35A, F-15K e KF-16, enquanto os Estados Unidos usaram caças F-16.

O novo governo do presidente Yoon Suk-yeol confirmou a mudança de posicionamento do país em relação ao anterior de Moon Jae-in, garantindo que as provocações militares da Coreia do Norte encontrem reações "correspondentes".

A vice-secretária de Estado, Wendy Sherman, alertou que Pyongyang enfrentará uma resposta "rápida e decisiva" no caso de um teste nuclear.

A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) informou na última segunda-feira (6) ter detectado indícios de que a Coreia do Norte está preparando um teste nuclear na região de Punggye-ri.

As negociações para a desnuclearização da Península Coreana estão travadas desde fevereiro de 2019, quando o ex-presidente norte-americano Donald Trump abandonou abruptamente uma cúpula com Kim Jong-un no Vietnã.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários