Destroços do avião Boeing 737-800, que caiu na China
Reprodução
Destroços do avião Boeing 737-800, que caiu na China

Dados de investigação que apura causas da  queda de avião na China em março deste ano mostram que acidente foi provocado por comando da cabine. De acordo com fonte do Wall Street Journal , alguém pode ter invadido o local e indicado comando para mergulho. 

Pessoal ouvidas pelo jornal estadunidense relataram que o Boeing 737-800 estava viajando em alta altitude quando de repente caiu em uma posição quase vertical. Dados da caixa preta sugerem que alguém na cabine inseriu dados que fizeram o avião mergulhar.

Com isso a investigação muda o foco para os pilotos da aeronave e acrescenta que alguém pode ter invadido o local para derrubar o avião deliberadamente. 

Um relatório preliminar da investigação chinesa aponta que os pilotos deixaram de responder aos controladores de voo logo após a primeira perda de altitude. O documento não aponta falhas mecânicas. 

O acidente

O avião, com 132 pessoas a bordo, caiu no dia 21 de março perto da cidade de Wuzhou, na região de Guangxi, no sul da China durante um voo da cidade de Kunming para Guangzhou. Todos os passageiros e tripulantes morreram.

O caso chamou atenção de especialistas de aviação . Na época, eles ressaltaram que acidentes com a aeronave deste modelo são raros, ainda mais na fase de cruzeiro do voo — entre o final da subida da aeronave e o início da descida no aeroporto de destino.

Entre no canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo . Siga também o perfil geral do Portal iG .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários