Medidas foram tomadas por conta da invasão russa na Ucrânia
Reprodução: commons
Medidas foram tomadas por conta da invasão russa na Ucrânia

O governo da Croácia anunciou nesta segunda-feira (11) a expulsão de 18 diplomatas russos presentes na missão diplomática de Moscou no país balcânico, em retaliação à invasão à Ucrânia .

O anúncio foi feito pelo Ministério das Relações Exteriores de Zagreb, que informou também que outros seis funcionários administrativos foram declarados "persona non grata", elevando o total de russos sancionados para 24.

De acordo com o comunicado, o embaixador da Rússia recebeu uma nota solicitando a redução dos funcionários e expressando "sua mais firme condenação em decorrência da agressão brutal na Ucrânia e os inúmeros crimes" cometidos na região.

O anúncio é feito no mesmo dia em que a França decidiu também expulsar seis "espiões russos" que estavam em seu território "sob cobertura diplomática" e "cujas atividades provaram ser contrárias aos interesses nacionais", de acordo com o Ministério das Relações Exteriores.

Leia Também

Em comunicado, o Quai d'Orsay explicou que a medida foi tomada "após uma longa investigação" da Direção Geral de Segurança Interna (DGSI) revelar uma operação clandestina orquestrada pelos serviços de inteligência russos na França.

Segundo a nota, os seis agentes russos "foram declarados persona non grata". A França já havia expulsado outros 35 diplomatas russos sob a acusação de atividades contrárias aos interesses franceses.

Desde o início da guerra russa na Ucrânia, no dia 24 de fevereiro, diversos países, especialmente os da União Europeia, decretaram a expulsão de diplomatas do governo de Vladimir Putin em represália.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários