Conflito: EUA apontam fim de avanço russo em Kiev, na Ucrânia
Reprodução/R7 20.03.2022
Conflito: EUA apontam fim de avanço russo em Kiev, na Ucrânia

As forças da Rússia podem estar se retirando dos  arredores de Kiev, capital da Ucrânia, em meio a sinais positivos nas negociações desta terça-feira (29) entre os dois países em Istambul, na Turquia.

Segundo o porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, John Kirby, as tropas russas "pararam de avançar" em direção a Kiev nos últimos dias. "Elas estavam tentando cercá-la, mas não conseguiram e foram empurradas cerca de 55 quilômetros para o leste pelos ucranianos", disse Kirby à rede CNN.

A emissora também citou fontes da inteligência americana que apontam o início de uma retirada da Rússia da região de Kiev. De acordo com esses informantes, as movimentações não são apenas um "ajuste de curto prazo".

Na última segunda-feira (28), as forças da Ucrânia conseguiram libertar Irpin, importante cidade nos arredores de Kiev e que era alvo de uma intensa campanha de bombardeios desde o início da guerra.

Leia Também

O Ministério da Defesa da Rússia alega que já concluiu a primeira fase de sua "operação especial", que previa a destruição das forças aéreas da Ucrânia e a redução de seu poderio militar, e que agora vai se concentrar no "objetivo prioritário": a "liberação" do Donbass, onde ficam as regiões separatistas de Donetsk e Lugansk.

Além disso, o Kremlin anunciou nesta terça que vai reduzir as atividades militares em Kiev e Chernihiv, como sinal de avanço nas negociações com a Ucrânia, que colocou no papel o compromisso de não ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e de não instalar ogivas nucleares em seu território.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários