explosão
Reprodução/Twitter
Moradores filmaram explosão no começo da tarde da última terça-feira (4).

O Primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, anunciou em discurso televisionado, neste sábado (8), que vai propor antecipar as eleições no país para aliviar a crise que se instaurou após a  explosão no porto de Beirute e que culminou em uma  onda de protestos da população.

Hassan Diab afirmou que está disposto a permanecer no cargo de primeiro-ministro até que o parlamento libanês possa organizar novas eleições no país. "Convido as partes a chegarem a um acordo sobre o próximo passo. Proporei na segunda-feira no governo a convocação de eleições antecipadas. Estamos em estado de emergência quanto ao destino e ao futuro do país", afirmou Diab.

Motivos

Após a  explosão de 2.750 toneladas de nitrato de amônio no porto de Beirute, na última terça-feira (4), começaram a surgir notícias relacionadas às  condições precárias do depósito. Segundo investigações, o composto usado como fertilizante estava no porto da cidade há seis anos.

Neste sábado, uma onda de protestos em Beirute acabou em confronto entre os manifestantes e o exército,  após parte do grupo tentar invadir o parlamento local. Os protestos ocorrem como uma represália ao governo local, que agiu de maneira irresponsável por não armazenar adequadamente o material exposivo, segundo manifestantes. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários