Rússia
Pixabay/Michel van der Vegt
Governo da Rússia negou que material seja proveniente de suas usinas.

Depois que os governos da Suécia, Noruega e Finlândia encontrarem isótopos radioativos em maior quantidade do que o normal na região, o governo da Rússia veio esclarecer que o material não veio de suas usinas nucleares

A declaração foi feita depois que o Instituto Nacional de Saúde Pública e Meio Ambiente da Holanda ter dito acreditar que o material veio da Rússia. A instituição disse ainda que a presença do material pode indicar "danos ao elemento combustível de uma usina".

Respondendo a declaração dos holandeses, o órgão que administra a energia nuclear russa disse que as duas usinas nucleares que ficam próximas de onde os isótopos foram encontrados estão funcionando bem e sem vazamentos. 

"Emissões agregadas de todos os isótopos específicos no período em questão não excederam o patamar de referência", disse o porta-voz do governo, que completou afirmando que "os níveis de radiação em torno das duas usinas nucleares não mudaram durante o mês de junho".

    Veja Também

      Mostrar mais