Estátua de Jefferson Davis tombada com policial em pé ao lado dela
Reprodução/Twitter @BlueJayKay5
Estátuas tem sido derrubadas ao redor do mundo em atos revisionistas

Os americanos seguem no onda de protestos antirracismo após a morte de George Floyd , 46, pelo policial branco Derek Chauvin no dia 25 de maio. Em um novo episódio das manifestações na noite desta quarta-feira (10), grupos de ativistas derrubaram a estátua de Jefferson Davis  em Richmond, no estado da Virgínia.

Leia também:

Davis foi um personagem importante da história dos Estados Unidos (EUA) e presidiu o Exército Confederado, que defendia a manutenção da escravidão na Guerra Civil Americana (1861-1865).

Sua estátua já tinha sido alvo de discussões em âmbito municipal, mas, dessa vez, os manifestantes derrubaram o monumento em antecipação ao projeto de lei que o prefeito de Richmond, Levar Stoney, disse que apresentaria em 1º de julho. O projeto iria propor a remoção de quatro monumentos que homenageiam os confederados em uma das principais avenidas da cidade.

"Richmond não é mais a capital da Confederação —está cheia de diversidade e amor por todos— e precisamos demonstrar isso", disse Stoney por meio de comunicado.

Também em Richmond, na terça-feira (9), uma estátua de Cristóvão Colombo foi derrubada, incendiada e jogada em um lago.

Em todos os EUA, pelo menos dez monumentos que homenageam os confederados e outras figuras históricas controversas foram removidos. Segundo o jornal americano The New York Times, estátuas e memoriais também estão sendo questionados em mais de 20 cidades americanas.

    Veja Também

      Mostrar mais