Donald Trump representa visão republicana de que país precisa ser reaberto
Reprodução
Donald Trump representa visão republicana de que país precisa ser reaberto


Nesta segunda-feira, 11, o presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, afirmou que governadores democratas estão demorando para agir em relação ao novo coronavírus . Sem apresentar provas, ele disse que motivo de não liberação dos estados é politicamente enviesada.

Leia também: Casa Branca barra divulgação de diretrizes de reabertura nos EUA

Afirmação foi feita em seu Twitter e foi um ataque a Tom Wolf, governador democrata que comanda o estado da Pensilvânia. O presidente se dirige à população local, dizendo que querem sua liberdade.

Ele continua dizendo que “os democratas estão agindo lentamente em todos os EUA, por objetivos políticos” e que, caso pudessem escolher, esperariam até novembro, fazendo alusão ao mês das eleições presidenciais . “Não façam política. Fiquem seguros, ajam rápido!", finalizou.


O presidente tem usado seu perfil na rede social para alegar que população está sendo presa. Nas postagens, ele faz críticas aos estados que têm mantido o confinamento.

Você viu?

Leia também: Casa Branca vira foco da Covid-19 e preocupa funcionários

Como consequência, manifestantes que são a favor da reabertura  do país têm realizado protestos e se aglomerando, como o que aconteceu em Lansing , no Michigan.

Por outro lado, pesquisas vêm mostrando que a maioria da população quer que o confinamento continue para que possam se proteger do vírus, mesmo que 20,5 milhões de pessoas tenham perdido os empregos no mês passado.

Apesar de ter mudado postura em relação à pandemia e cedido às medidas de isolamento, Trump tem pressionado governantes a saírem de isolamento para que impacto econômico não alcance proporções alarmantes. Por outro lado, o país lidera no número de casos, que passam de 1,3 milhão, e já perdeu mais de 80 mil pessoas para a Covid-19 .

Disputa presidencial

A crise do novo coronavírus tem polarizado democratas e republicanos e tem sido combustível para estratégias de campanha para eleições presidenciais, previstas para acontecerem no país ainda este ano. Trump tentará se reeleger e, muito provavelmente, deve concorrer contra Joe Biden, candidato democrata.

Entre março e maio, a Reuters/Ipsos informou que a popularidade de Trump ficou entre 40% e 45%.

Grande parte de estados afetados pelo novo coronavírus têm governantes democratas. Entre eles, estão Nova York (considerado epicentro da doença nos EUA) e Michigan. Os dois têm voz importante na decisão eleitoral.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários