Sobe número de mortos e desaparecidos em Pernambuco
Reprodução/Instagram Recife Ordinário
Sobe número de mortos e desaparecidos em Pernambuco

O Instituto Médico Legal (IML) de Pernambuco identificou 79 vítimas das chuvas que atingem o estado, desde sexta-feira (27). A informação foi dada pelo governador Paulo Câmara (PSB) em entrevista coletiva na noite deste domingo (29). Todos os corpos já foram liberados pelo IML, de acordo com o governador.

Outras cinco mortes ocorreram durante a última semana, mas Câmara evitou afirmar que o número de mortos tenha chegado a 84. Segundo o governador, pode ter havido sobreposição na contagem de vítimas e, até este momento, o IML confirmou a morte de 79 pessoas.

Além disso, 56 pessoas estão desaparecidas desde a última quarta-feira (25). Há ainda registro de 3.957 desabrigados, sobretudo nos municípios da Região Metropolitana de Recife e na Mata Norte.

De acordo com o governo estadual, foram registrados 12 pontos de deslizamento. Nesses locais há equipes de resgate trabalhando com o auxílio de cães farejadores e equipamentos. Ao todo, 593 vítimas ilhadas em várias localidades foram resgatadas desde sábado (28). No Recife, os resgates aconteceram nos bairros de Coqueiral, Imbiribeira, Ipsep e Tejipió. Em Jaboatão dos Guararapes houve atendimento na Vila Dois Carneiros, Socorro e Muribeca.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, foi até a região atingida pelas chuvas após o  presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciar o envio de equipes para auxiliar no resgate das vítimas e autoridades locais.

Ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira
Reprodução / Youtube - 29.05.2022
Ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira

"Ainda ontem telefonei para o governador do estado e o prefeito de Recife e coloquei de imediato as equipes do governo federal à disposição. Uma equipe da Defesa Civil nacional permanecerá em Pernambuco enquanto a situação perdurar", afirmou Ferreira à imprensa.

Hoje mais cedo, Bolsonaro disse que vai a Recife nesta segunda-feira (30) para "se inteirar da tragédia" em Pernambuco . Em publicação nas redes sociais, o mandatário afirmou que o governo disponibilizou, desde o primeiro momento, "meios para socorrer os atingidos", incluindo as Forças Armadas.

De acordo com o chefe do Executivo, o governo também mobilizou os ministérios da Defesa e da Cidadania para o deslocamento de equipes à Grande Recife a fim de ajudar nas operações de socorro e auxiliar as famílias atingidas.

Além de Daniel Ferreira, também estão no estado os ministros do Turismo, Carlos Brito, da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Cidadania, Ronaldo Bento. Antes de realizar a coletiva, os ministros fizeram um sobrevoo pelas áreas mais atingidas, como Jardim Monte Verde, no bairro do Ibura, na Zona Sul da capital pernambucana.

"Embora tenha parado de chover agora a gente tá com chuvas fortes previstos para os próximos dias. Então a primeira coisa é manter as medidas de autoproteção", acrescentou o ministro.

"Eu telefonei para o governador do estado aqui de Pernambuco e para o prefeito de Recife. Porque, mesmo o governo do estado e município tendo as defesas civis muito bem estruturadas, são dessas reconhecida nacionalmente, uma chuva dessa magnitude causa estrago em qualquer município do Brasil."

As  fortes chuvas atingem o estado desde a última segunda (23) e, além das mortes, já causaram um rastro de destruição na região. As buscas pelos desaparecidos foram retomadas neste domingo pelo Corpo de Bombeiros, Exército e moradores da região.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários