Barragem de Jussiape
Reprodução/Twitter
Barragem de Jussiape

A Bahia sofre com fortes chuvas no mês de dezembro . O estado já contabiliza  18 mortes e 430 mil pessoas afetadas pelo desastre. Além disso, 58 cidades estão submersas graças à elevação do nível dos rios, informa o último balanço parcial divulgado no fim da tarde de hoje pela Defesa Civil.

As enchestes também deixaram 286 pessoas feridas e provocaram dois desaparecimentos até o momento. Desabrigados somam 16 mil pessoas, outras 19.580 estão desalojadas. A informação foi passada pelos municípios e consolidada pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia.

Atualmente são 72 municípios em situação de emergência reconhecida pelo governo do estado. Ontem  25 cidades estavam nessas condições.

O governador da Bahia, Rui Costa, participou de uma reunião com técnicos de várias áreas na base de apoio da Força-Tarefa de comando único para os efeitos das chuvas na Bahia, no município de Ilhéus. O trabalho está centrado na ajuda às cidades que sofrem com fortes temporais nas regiões Sul e Sudoeste e no Vale do Jequiriçá. Rui incluiu mais 47 cidades na lista. 

Com isso, o estado de calamidade fica vigente durante 90 dias e permite mobilização de todos os órgãos do estado para apoio aos desabrigados. 

Além de Ilhéus, as cidades de Itapetinga, Vitória da Conquista, Ipiaú e Santa Inês também passaram a contar com locais usados para facilitar o trabalho dos bombeiros.

Rui Costa afirmou que a Bahia não enfrenta temporais desta proporção desde a década de 1060. "Estamos falando de 58 cidades em regiões diferentes que foram atingidas", informou, em entrevista à GloboNews.

"Nossa preocupação é salvar vidas, tirar as pessoas das áreas de risco porque embora a chuva tenha parado, a água não para de subir", afirmou Rui.

O Governo orienta que os moradores de áreas de risco ou no curso de barragens sejam retiradas ou deixem suas casas.

Segundo o governador, a prioridade no momento é salvar os ilhados. Como o caso da casa com 29 pessoas

Minas Gerais, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba, Maranhão e Ceará enviaram ajuda ao estado e foram cumprimentados por Rui Costa.

"Já estamos fazendo resgates das pessoas com apoio de pessoal, material e aeronave dos estados de Minas, Sergipe e está se deslocando de outros estados, como São Paulo. Recebemos mensagem do governador [João] Doria (PSDB)", afirmou. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários