Janaina Paschoal, deputada federal pelo PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro
Reprodução/TV Cultura
Janaina Paschoal, deputada federal pelo PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro

Dois anos após a sua saída do PSL, Jair Bolsonaro acertou a sua filiação ao Partido Liberal (PL). Embora o anúncio oficial só ocorra no dia 22 de novembro, Janaina Paschoal (PSL) já afirmou que não acredita que parceria dê certo.

"Amigos, eu nao gosto de agorar [sic], mas, pelo pouco que conheço o Presidente, penso que o casamento com o PL não dará certo! Não descarto haver abandono no altar", escreveu a deputada estadual em suas redes sociais.

Janaina, que uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rouseff, foi eleite com mais de dois milhões de votos apoiando o presidente e ainda colega de PSL.

Nos últimos meses a deputada se dividiu entre críticas e elogios a Jair Bolsonaro. Em março de 2020,  ela defendeu a saída do presidente do cargo e se disse arrependida de ter votado no presidente eleito.

"Esse senhor tem que sair da Presidência da Republica, deixa o [vice-presidente Hamilton] Mourão que entende de defesa. Nosso país está entrando em uma guerra contra um inimigo invisível. Deixa o Mourão, que é treinado para defesa, conduzir a nação", afirmou Janaina no início da pandemia.

Em entrevista recente, a parlamentar disse temer um segundo mandato de Bolsonaro , mas que o presidente "Tem um ano para mostrar que tem condições de seguir".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários