Diretor da Fundação Palmares insinua que não cumprirá decisão sobre Camargo
Reprodução
Diretor da Fundação Palmares insinua que não cumprirá decisão sobre Camargo

O diretor do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-Brasileira da Fundação Palmares, Marcos Petrucelli, insinuou, em sua rede social, que não vai respeitar a decisão da Justiça que determinou o afastamento do  presidente do órgão, Sérgio Camargo, das atividades do órgão. Com o afastamento de Camargo, Petrucelli se tornou responsável pela presidência.

"Falei agora com Sérgio Camargo! A saber 1: por determinação judicial, eu, Marcos Petrucelli, agora sou o gestor de pessoal da @PalmaresGovBr. Posso contratar e exonerar quem eu quiser, inclusive o próprio Sérgio. A saber 2: NADA VAI MUDAR!!! @sergiodireita1 é o presidente!", escreveu ele na segunda-feira (11), ao comentar a decisão da Justiça do Trabalho.

E completou em outra postagem: "Vou cumprir à risca a determinação. Mas sempre depois de perguntar a você o que é preciso fazer! kkkkkkkk."


Leia Também

Entenda 

Na última segunda-feira (11),  a Justiça do Trabalho determinou o afastamento de Sérgio Camargo das atividades da Fundação Palmares. Na prática, ele está proibido de nomear ou exonerar servidores, além de não poder contratar ou cancelar contratos com empresas terceirizadas.

O presidente da Palmares também está proibido de promover intimidação ou assédio pelas redes sociais contra servidores e ex-servidores da Palmares.

A decisão foi tomada pelo juiz Gustavo Carvalho Chehab, da 21ª Vara do Trabalho de Brasília. O magistrado atendeu parcialmente a um pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT), que havia pedido que Camargo fosse afastado do cargo por assédio moral e perseguição ideológica.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários