Lazaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, está fugindo da polícia há oito dias em Goiás
Reprodução/TV Anhanguera
Lazaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, está fugindo da polícia há oito dias em Goiás


Um dia após cometer o assassinato de quatro pessoas da mesma família, em Ceilândia DF, o suspeito invadiu outra chácara e fez duas pessoas de reféns. A dona da residência e o caseiro relataram momentos de terror sob a mira de uma arma , no dia 10 de junho.

"Fica na cabeça, né? Aquela arma apontada para gente e ele fazendo exigências. Ele estava tranquilo, não estava agitado. Falou que não ia fazer nada, mas eu não confiava, por causa da arma", diz a mulher, que preferiu não se identificar.

Após a invasão, Lázaro fugiu para o Entorno do DF, região onde se concentram as buscas por ele, por uma força-tarefa de mais de 200 policiais. Nos últimos dias, ele cometeu uma série de novos crimes na região e deixou pelo menos quatro pessoas baleadas.

Você viu?

A dona da chácara invadida e o caseiro afirmam que ficaram cerca de quatro horas rendidos por Lázaro, de 11h às 15h. O homem diz que a mulher foi obrigada a fazer comida para o suspeito, enquanto ele assistia televisão . Em seguida, Lázaro mandou as vítimas fumarem maconha com ele.

"Ele fumou um baseado, depois mandou bolar outro. Aí mandou ela (dona da chácara) fumar e mandou eu fumar também", diz o caseiro, que também não se identificou.


Antes de render as vítimas, Lázaro disse que já tinha passado a noite na chácara, sem que eles percebessem. Após deixar o local, ele seguiu em direção a Cocalzinho (GO), onde continuou a série de crimes

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários