Presidente da Câmara
Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara criticou Abraham Weintraub

Durante coletiva na tarde desta terça-feira (23), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, voltou a alfinetar o ex-ministro da educação, Abraham Weintraub. Maia criticou a posição de  Weintraub de sair do Brasil tão rapidamente após a saída da pasta da educação. "Eu não entendi, ele (Weintraub) estava fugindo de alguém?", disse Rodrigo Maia.

"Estranho né, é a primeira vez na história que alguém diz que está exilado e tem o apoio do governo, geralmente é o contrário. As pessoas fogem porque estão sendo perseguidas por um governo, então acho que é uma coisa meio atraplhada, não faz muito sentido", complementou Maia.

O presidente da Câmara ainda disse que ninguém do Ministério da Educação está sentindo falta de Abraham Weintraub. "Ninguém queria que ele ficasse no Brasil de qualquer jeito, porque, de fato, é uma pessoa que mais atrapalhou do que ajudou", alfinetou.

Maia ainda disse não entender a necessidade de criar um ambiente de 'fuga' para o ex-ministro, fazendo referência ao fato de  Bolsonaro (sem partido) ter publicado a exoneração de Weintraub somente nesta terça-feira (23), após o mesmo  já estar nos Estados Unidos.

"Eu não entendi essa necessidade de se criar um ambiente pra ele sair correndo do Brasil, até porque ele está sendo indicado para um banco internacional. Certamente, ele teria autorização dos EUA para entrar no país, não entendi", afirmou Rodrigo Maia.

    Veja Também

      Mostrar mais