Feliciano diz que Comissão de Direitos Humanos era dominada por ‘satanás’

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Deputado diz que assumiu colegiado na Câmara para ‘abrir os olhos da igreja brasileira’

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), disse que, antes de assumir o cargo, o colegiado era “dominado por satanás”.

Votação em tempo real: Feliciano deve continuar na comissão?

Fim de semana: Feliciano enfrenta protesto e sai escoltado de ginásio no sul de Minas

ALAN SAMPAIO/iG BRASILIA
Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, é alvo de novos protestos nesta quarta-feira (27)

“Essa manifestação toda se dá, porque pela primeira vez na história desse Brasil, um pastor cheio de espírito santo conquistou um espaço que até ontem era dominado por satanás”, declarou Feliciano, ao iniciar um culto no último dia 29, em Passos (MG).

Partido: PSC diz que Feliciano é 'ficha limpa' e fica na Comissão de Direitos Humanos

Sem apoio: Maioria dos líderes partidários defende renúncia de Feliciano

Reunião fechada: 'Me sinto realizado. Democracia é isso', diz Feliciano 

Confusão: Feliciano manda deter manifestante que o chamou de racista

No evento, cuja íntegra pode ser vista abaixo, Feliciano foi recebido com protestos de manifestantes que o acusam de homofobia e racismo, e pedem a sua renúncia da presidência da Comissão.

Feliciano também disse que respeita os protestos contra a sua saída, e convocou seus fiéis a responderem à altura às manifestações. “O problema não é o grito deles, é o silêncio nosso”.

O deputado falou sobre as pressões que tem sofrido para deixar o cargo. Segundo reportagem do iG, a maioria dos líderes dos partidos na Câmara são contra a manutenção de Feliciano à frente da Comissão. E apesar da decisão do PSC de manter Feliciano no cargo, na última terça-feira, o líder partido, André Moura, contudo, defendeu sua renúncia em reunião do partido e representantes da bancada evangélica.

“Eu estou sangrando, confesso a vocês, tem dias que eu fico meio desnorteado com as coisas. Mas eu sei que Jesus me levantou para abrir os olhos da igreja brasileira”, disse Feliciano.

Interpretação

Em seu Twitter, Feliciano disse ao citar 'satanás', seria no sentido de "adversário". "Quando cito Satanás estar em locais de trabalho, falo sobre Adversários. Satanás ou Satã (do hebraico, significa adversário/acusador", escreveu. 

Leia tudo sobre: FelicianoMarco FelicianoCâmaraDireitos Humanosigay

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas