Sem votos dos próprios parentes, italiano vira prefeito 'por acidente'

Fabio Borsatti concorreu apenas para ajudar amigo que era candidato único, mas acabou sendo eleito em Cimolais

BBC Brasil |

selo

O novo prefeito de uma pequena cidade montanhosa no norte da Itália ganhou a eleição praticamente por acidente.

Fabio Borsatti, de 50 anos de idade, disputou a prefeitura de Cimolais para fazer um favor de última hora a um amigo, Gino Bertolo, que era o único candidato. Bertolo estava preocupado com a possibilidade de falta de quórum na eleição caso não houvesse um candidato de oposição.

Leia também: Cidade da Inglaterra promove apagão para ver estrelas

Mas, apesar de a própria família de Borsatti votar no rival, ele ganhou a votação e, para sua surpresa, se tornou o prefeito de Cimolais. Borsatti recebeu 160 votos - quase 58% do total -, em comparação com os 117 votos obtidos pelo seu amigo Bertolo.

Ele só percebeu que havia sido eleito quando as pessoas telefonaram para parabenizá-lo, enquanto ele assistia a uma partida de futebol.

Prefeito a contragosto

"Me vejo como um prefeito que não queria ser prefeito", disse Borsatti.

"Queria que Gino (Bertolo) ganhasse. Até os meus parentes votaram nele. Minha filha, minha irmã, meu pai e minha mãe - todos votaram nele."

Borsatti afirmou que não tem planos de renunciar e que vai encarar o desafio de liderar a comunidade de 507 pessoas de Cimolais, na região de Friuli Venezia-Giulia.

Embora não tivesse dado muita atenção à construção de uma plataforma política antes da votação, agora Borsatti está trabalhando em seu gabinete e promete se concentrar em promover o turismo na área.

Seu amigo, que fora prefeito de Cimolais, disse que foi uma honra participar - e perder - a votação. "Não estou chateado ... Algo aparentemente inusitado aconteceu, mas não é motivo para piadas", disse Gino Bertolo.

    Leia tudo sobre: itáliacimolaiseleição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG