Papa lidera católicos na vigília de Páscoa na basílica de São Pedro

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Cerca de 10.000 fiéis acenderam velas à medida que pontífice caminhou pelo corredor principal da basílica

Reuters

AP
Papa Francisco segura vela durante vigília de Páscoa na basílica de São Pedro

O papa Francisco liderou 1,2 bilhão católicos no mundo na Páscoa, pela primeira vez, neste sábado(30, e pediu àqueles que se desviaram da fé que permitam que Deus retorne para suas vidas.

Francisco, que foi eleito em 13 de março, presidiu uma missa solene de vigília de Páscoa na basílica de São Pedro, para introduzir a Igreja Católica no dia mais importante de seu calendário litúrgico.

Páscoa: Papa reza na Sexta-Feira Santa e lembra do Oriente Médio
Papa lava os pés de jovens detentos em ritual da Quinta-Feira Santa

A imensa basílica permaneceu escura no início do serviço para relembrar a escuridão na tumba de Jesus antes do período que os cristãos acreditam ter sido sua ressurreição dos mortos três dias após sua crucificação.

Cerca de 10.000 fiéis acenderam velas à medida em que Francisco, o ex-cardeal Jorge Bergoglio, da Argentina, caminhou pelo corredor principal, e em seguida, as luzes da basílica se acenderam.

Mensagem: Papa pede diálogo com Islã e diz que mundo deve fazer mais pelos pobres

Francisco, de 76 anos de idade, usando vestes brancas relativamente simples --ao contrário das roupas mais elaboradas preferidas por seu antecessor, Bento XVI-- fez uma homilia simples relembrando a história bíblica das mulheres que foram ao túmulo de Jesus, mas ficaram surpresas ao encontrá-lo vazio.

Endosso: Quando cardeal, papa deu apoio pragmático a união civil de casais gays
Defesa: Nobel da Paz argentino diz que papa não foi cúmplice da ditadura
Negativa: Vaticano nega que papa tenha mantido silêncio durante ditadura argentina

Ele pediu a seus ouvintes que não tenham "medo das surpresas de Deus", para nunca perder a confiança durante as dificuldades e atribulações da vida diária, e que se eles se desviaram, que deixem Deus voltar para suas vidas.

"Deixe Jesus ressuscitado entrar em sua vida, acolhê-lo como um amigo, com confiança: Ele é a vida! Se até agora você O tem mantido à distância, dê um passo à frente. Ele o receberá de braços abertos", disse ele, falando em italiano.

No domingo de Páscoa, ele vai celebrar outra missa e, em seguida, fará seu pronuncaimento "Urbi et Orbi" (à cidade e ao mundo) do balcão central da Basílica de São Pedro a dezenas de milhares de pessoas na praça.

A varanda é o mesmo local onde ele apareceu pela primeira vez ao mundo como papa, na noite de 13 de março, após a sua eleição.

Leia tudo sobre: papa franciscovaticanopáscoaigreja católicasemana santa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas