Somente 1,5% das faculdades tem nota máxima no Enade

37,4% das instituições de ensino superior avaliadas tiraram nota 1 ou 2 na avaliação, abaixo da média do MEC

iG São Paulo |

Apenas 27 das 2.176 instituições de ensino superior avaliadas no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2010 receberam nota máxima. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC) divulgados nesta quinta-feira, somente 1,47% do total de instituições que obtiveram conceito na avaliação que leva em conta a nota dos alunos ingressantes e concluintes no exame, além de características do corpo docente, das instalações físicas e do projeto pedagógico, estão em nível de excelência (350 ficaram sem nota por falta de algum conceito).

- Veja o desempenho dos cursos avaliados no Enade 2010
-
Veja a avaliação das instituições no Índice Geral de Cursos (IGC) 2010
(OBS: use a opção filtro para mudar ordenação das colunas ou Ctrl + L para encontrar seu curso ou instituição)

Cada curso e cada instituição avaliados pelo Enade receberam uma nota em uma escala de 1 a 5 – o CPC para os cursos e o IGC para as instituições. As notas obtidas são classificadas em conceitos aproximados, sendo que 1 e 2 são considerados desempenho insatisfatório; 3, razoável; e 4 e 5, bom.

Entre as melhores – que obtiveram conceito 4 e 5 –, 16 são públicas e 11 são particulares.
A instituição que atingiu a maior nota (4,89) foi a Escola Brasileira de Economia e Finanças (Ebef), do Rio de Janeiro, vinculada à Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Neste ano, 683 instituições tiveram desempenho ruim, 37,4% do total das que obtiveram nota. Nove instituições tiraram nota 1 e 674 ficaram com nota 2. A instituição que teve a menor pontuação foi Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP), que obteve somente 0,57.

Em 2010, o Enade avaliou 4,1 mil cursos de graduação de agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social, terapia ocupacional e zootecnia.

Tiveram nota máxima 58 cursos e nota abaixo da média 594 cursos. As graduações com desempenho insatisfatório (notas 1 ou 2) serão supervisionadas pelo MEC.

Edição anterior

O desempenho das instituições e dos cursos foi semelhante a edição 2009 do Enade. Naquele ano, o MEC avaliou 6,8 mil graduações de administração, arquivologia, biblioteconomia, ciências contábeis, economia, comunicação social, design, direito, estatística, música, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo, teatro e turismo, e os cursos superiores de tecnologia em design de moda, gastronomia, gestão de recursos humanos, gestão de turismo, gestão financeira, marketing e processos gerenciais. Quase 34% dos cursos superior obtiveram resultado insatisfatório.

Entre as 1.793 instituições avaliadas, apenas 25 tinham alcançado o conceito máximo (5), equivalente a 1,39% do total. Mais de 38% tiveram desempenho insatisfatório (conceitos 2 e 1), 699, naquele ano.

Veja as 27 instituições com nota máxima no Enade :  

Instituições IGP-Contínuo IGP faixa
1 - ESCOLA BRASILEIRA DE ECONOMIA E FINANÇAS (EBEF) 4,89 5
2 - FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FACAMP) 4,74 5
3 - ESCOLA DE ECONOMIA DE SÃO PAULO (EESP) 4,73 5
4 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (Unicamp) 4,69 5
5 -INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA (ITA) 4,68 5
6 - FACULDADE DE ODONTOLOGIA SÃO LEOPOLDO MANDIC (SLMANDIC) 4,52 5
7 - INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA (INSPER) 4,45 5
8 - ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DE SÃO PAULO (FGV-EAESP) 4,41 5
9 - ESCOLA DE GOVERNO PROFESSOR PAULO NEVES DE CARVALHO (EG) 4,40 5
10 -  ESCOLA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS (EBAPE) 4,35 5
11 - FACULDADE FUCAPE (FUCAPE) 4,35 5
12 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS (UFLA) 4,31 5
13 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL (UFRGS) 4,30 5
14 - INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA (IME) 4,30 5
15 - FACULDADE JESUÍTA DE FILOSOFIA E TEOLOGIA (FAJE) 4,29 5
16 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO (UNIFESP) 4,29 5
17 - FACULDADE DE ECONOMIA E FINANÇAS IBMEC 4,28 5
18 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) 4,25 5
19 - FACULDADE DE MEDICINA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO (FAMERP) 4,18 5
20 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCAR) 4,16 5
21 - FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA (UFV)  4,14 5
22 - FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MOCOCA (Fatec) 4,07 5
23 - CENTRO UNIVERSITÁRIO MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ (USJ) 4,06 5
24 - ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO (DIREITO GV) 4,02 5
25 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO (UFRJ) 4,01 5
26 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO (UFTM) 3,99 5
27 - UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ - UNIFEI 3,98 5
Inep/MEC


Participação opcional
A participação das universidades, que têm autonomia, na avaliação do Ministério da Educação não é obrigatória. A Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, não recebe conceito porque não é avaliada pelo Enade.

    Leia tudo sobre: Enadeensino superiorcursos mal avaliados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG