Soyuz vai transportar satélites de projeto europeu que pretende concorrer com GPS americano

Soyuz decola, pela primeira vez, de base na Guiana Francesa
AP
Soyuz decola, pela primeira vez, de base na Guiana Francesa
Um foguete russo decolou nesta sexta-feira (21) da Guiana Francesa pela primeira vez na história, levando a bordo os dois primeiros satélites do Galileo, o projeto europeu que pretende concorrer com o GPS americano.

A expectativa é que o foguete ponha em órbita os satélites Galileo IOV-1 PFM e FM2, que serão liberados em posições opostas. A missão do Soyuz deve durar três horas e 50 minutos.

A União Europeia quer que os satélites Galileo dominem o sistema de GPS no futuro. " Se a Europa quiser ser competitiva e independente no futuro, ela precisa ter o seu próprio sistema de navegação por satélite para também criar novas oportunidades econômicas", disse Herbert Reul, do comitê de pesquisa e energia do parlamento europeu.

O lançamento ocorre após anos de adiamentos e problemas orçamentários envolvendo o Galileo, além de quase uma década de discussões desde que França e Rússia firmaram a cooperação nos lançamentos das naves Soyuz, em 2003.

O foguete russo foi adaptado para permitir que a empresa europeia de lançamentos Arianespace, que opera o "mamute" Ariane-5, leve para órbita uma carga considerada média, 3,2 toneladas.

O país deve receber milhões de dólares por cada lançamento, e deverá investir o dinheiro em  suas atividades espaciais. Ao mesmo tempo, a presença dos foguetes russos na base espacial europeia de Kourou, perto do Equador, ajudará a Arianespace a reduzir custos

Leia mais:
Nasa vai usar cápsulas lunares para missões no espaço
Perto do fim, um motivo para celebrar os ônibus espaciais

As naves Soyuz voam desde 1966, e são mais antigas até mesmo que os primeiros mísseis balísticos intercontinentais da Guerra Fria. Mas esta é a primeira vez que ela será lançada de fora do território da ex-União Soviética.

(Com informações da AP e da AFP)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.