Os dez bairros mais secos de São Paulo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Confira a relação dos bairros onde o CGE registrou índices baixos de umidade relativa do ar mais vezes desde 2010

Fabio Martins/Futura Press
Tempo seco afeta também os níveis de poluição do ar

O tempo seco que incomoda a garganta e irrita os olhos é uma das características do inverno e pode ser medido pelo valor da umidade relativa do ar. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), índices inferiores a 60% não são adequados para a saúde humana. Mas nesta época do ano, os níveis na capital paulista chegam constantemente abaixo de 30% (estado de atenção), atingindo picos inferiores a 20%, que é considerado estado de alerta.

Dia 1º: Tempo seco deixa capital em atenção e cidades do interior em alerta

A pedido do iG, o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) da Prefeitura de São Paulo fez um levantamento, entre as 25 estações meteorológicas que possui na cidade, de quais são as que apresentam os mais baixos níveis de umidade relativa do ar. Analisando os índices coletados nos anos de 2010, 2011, 2012, 2013 - entre os meses de junho, julho e agosto (os mais secos) -  o CGE faz a relação dos bairros que apresentaram os íncices mais baixos. Veja abaixo:

1º lugar: Segundo o CGE, a estação que fica em Cidade Ademar, na zona sul, é uma das que registrou os mais baixos índices de umidade relativa do ar nos últimos três anos. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG1º lugar: Ao lado de Cidade Ademar, a estação do Itaim Paulista, na zona leste, também tem as menores taxas de umidade da capital paulista.. Foto: Thiago Assunção/CLN3º lugar: A estação meteorológica que cobre as regiões de Pirituba/Jaraguá, na zona norte, aparece na sequência, segundo levantamento do CGE. Foto: Alice Vergueiro/Futura Press4º lugar:  O distrito de Santo Amaro vem na sequência com a estação meteorológica que registrou os maiores índices de tempo seco entre 2010 e 2013. Foto: Elisa Rodrigues / Futura Press5º lugar: A Vila Prudente, na zona sudeste de São Paulo, é uma das cinco regiões que aparecem empatadas como no quinto lugar da pesquisa do CGE. Foto: AE5º lugar: Bairro central da cidade de São Paulo, a Sé também está entre os bairros mais secos de São Paulo. Foto: Julien Pereira/Fotoarena5º lugar: Itaquera, que será palco da abertura da Copa do Mundo de 2014, nesta mesma época do ano, também está em as regiões mais secas da capital paulista. Foto: Odebrecht5º lugar: Outro bairro da zona leste de São Paulo, a Penha também está em quinto lugar no levantamento do órgão da prefeitura. Foto: Google Maps5º lugar: Localizado na zona sul de São Paulo, o bairro do Campo Limpo entra na lista das estação que marcaram os menores índices de umidade relativa do ar nos últimos três anos . Foto: Google Maps10º lugar: Em décimo lugar, o tradicional bairro da Mooca também está entre os bairros mais secos e completa o levantamento do CGE . Foto: AE

Leia também:
Como proteger a saúde do ar seco
Sucos para hidratar o corpo

O CGE esclarece que o resultado encontrado não deve ser apresentado como climatologia, uma vez que para isso deveria conter uma série de dados de no mínimo 30 anos, mas apresentanta um panorama do clima nos último anos.

Em termos simplificados, a umidade relativa do ar é o quanto de água na forma de vapor existe na atmosfera no momento em relação ao total máximo que poderia existir, na temperatura observada. A umidade do ar é mais baixa principalmente no final do inverno e início da primavera, no período da tarde, entre 12 e 16 horas. 

Mais Top 10:
Veja quais são os dez bairros mais pobres de São Paulo

Veja quais são os dez bairros mais ricos de São Paulo
Conheça os dez maiores parques de São Paulo
Veja onde são registrados mais roubos e furtos de veículos em SP
Veja os dez pontos turísticos mais visitados de SP
Veja os dez bairros com as maiores concentrações de prédios em SP

Leia tudo sobre: top10bairros mais secostempo secoigspsão paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas