IBGE: pela 1ª vez, domicílios brasileiros têm mais TV e geladeira do que rádio

Segundo o Censo 2010, aparelhos de televisão estão em mais de 95% dos domicílios brasileiros

iG São Paulo |

O padrão de consumo de bens duráveis do brasileiros segue o ritmo das mudanças tecnológicas. De acordo com os dados do Censo 2010 divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE), o número de domicílios que possuem televisões e geladeiras superou aqueles que possuem rádio. Há 10 anos, o rádio era os aparelho doméstico mais presente nas casas dos brasileiros.

Segundo o IBGE, em 2000, 87,9% dos domicílios tinham um aparelho de rádio em casa, contra 87,2% de televisores e 83,4% de geladeiras. Já pelo Censo de 2010, os aparelhos de TV estão presentes em 95,1% das residências, as geladeiras subiram para 93,7% e os rádios caíram para 81,4%.

De acordo com o estudo, com exceção da diminuição do percentual do rádio, houve um aumento proporcional dos demais itens existentes nos domicílios nos períodos investigados. Os destaques são os crescimentos de bens como a máquina de lavar roupa, que passou de 32,9%, em 2000, para 47,3%, em 2010, e a elevação em 27,7 pontos percentuais na presença de microcomputadores nos domicílios. Do total de domicílios, 30,7% tinham acesso à internet. A presença de motocicleta para uso particular, que foi investigada pela primeira vez em um Censo 2010, foi de 19,5%.

A existência de bens nos domicílios apresentou expressivas variações regionais. A proporção de domicílios com máquina de lavar roupa na região Sul apresentou uma diferença de 46,6 pontos percentuais em relação aos domicílios da região Nordeste. Também foi significativa a diferença entre as regiões Sul e Norte (37,2 pontos percentuais) em relação à posse de automóvel de uso particular.

AE
Aparelhos de televisão estão em mais de 95% dos domicílios brasileiros
Em relação ao microcomputador, o percentual de domicílios com este bem na região Sudeste (48,0%) representa mais que o dobro do existente na região Norte (22,7%). Os domicílios com microcomputador com acesso à internet no Sudeste revelam, também, um percentual acima do dobro relativo ao Norte (39,6% e 15,4%, respectivamente).

Os avanços referentes a telefonia também se destacaram no Censo 2010. Em 2000, era investigada a existência de linha telefônica instalada no domicílio. Em 2010, foi pesquisada a existência de telefone celular e a separação de domicílios com somente telefone fixo, somente telefone celular e com telefone fixo e celular.

Em 2000, eram 39,7% de domicílios com linha telefônica instalada. Em 2010, 40,8% domicílios possuíam telefone fixo, considerando os domicílios apenas com telefone fixo e domicílios com telefone fixo e celular. A pesquisa ainda revelou que há no Brasil 87,9% domicílios com telefone fixo ou telefone celular ou ambos. Entre as regiões, os Sudeste e o Sul tinham os mais altos percentuais de domicílios com somente telefone fixo e com telefone fixo e celular (56,1% e 43,3%, respectivamente) em contraste com incidências bem inferiores encontradas no Norte (19,9%) e Nordeste (20,6%).

A proporção de domicílios com somente telefone celular predominou no Brasil (47,1%). Exceto no Sudeste, a incidência estava acima de 50%, com destaque para as regiões Norte e Centro-Oeste onde
foram verificadas as mais altas proporções de domicílios com somente telefone celular (57,9% e 57,4%, respectivamente). Considerando-se os domicílios com somente telefone celular e com telefone fixo e celular, a proporção no País atingiu a 83,2%, com destaque para a Região Centro-Oeste onde havia 90,6% de domicílios nesta situação.

Outras divulgações do Censo 2010:
-
País de extremos, Brasil tem 190.755.799 habitantes
-
Censo revela os extremos do Brasil
-
No País em que homens são minoria, Mato Grosso é exceção
-
Maranhão é o Estado mais rural do Brasil
-
IBGE: Brasil possui 190,7 milhões de pessoas
-
População começará a recuar a partir de 2040

-
Mais 80% das mortes entre 20 e 24 anos são de homens
-
2,7 milhões de brasileiros não têm energia elétrica
-
Famílias estão menores e mais abertas
-
Zona rural e idosos elevam taxa de analfabetos
-
10% mais ricos têm 44,5% da renda dos brasileiros
-
Homens são 80% das mortes entre 20 e 24 anos
-
Pretos e pardos recebem quase a metade que brancos

    Leia tudo sobre: ibgecenso 2010domicílios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG