Castro tem 18% de aprovação e 25% de reprovação no governo do Rio
Reprodução
Castro tem 18% de aprovação e 25% de reprovação no governo do Rio

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira aponta que a aprovação do  governador do Rio, Cláudio Castro (PL), é 18%. Já a reprovação é de 25% segundo a pesquisa. Para 44% do eleitorado, Castro faz uma gestão considerada regular. A margem de erro é de três pontos, para mais ou para menos.

De acordo com o Datafolha, Castro é melhor avaliado entre eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PL), seu colega de partido. No geral, a maioria do eleitorado avalia, segundo a pesquisa, que o atual governador do Rio fez menos do que se esperava.

Veja os números da avaliação do governo Castro:

  • Ótimo/ bom: 18%
  • Regular: 44%
  • Ruim/péssimo: 25%
  • Não sabe/não respondeu: 13%

Castro deve fazer uma campanha alinhada a Bolsonaro, cujos eleitores representam hoje a principal base de apoio ao governador. Segundo o Datafolha, 37% dos que aprovam o governo Bolsonaro também avaliam a gestão Castro como ótima ou boa.

A aliança com Bolsonaro, porém, pode ter como efeito colateral um teto mais baixo de crescimento: segundo o Datafolha, 63% dos entrevistados disseram não votar "de jeito nenhum" em um candidato apoiado pelo atual presidente, enquanto 19% afirmaram que talvez seriam levados a votar em um candidato caso recebesse apoio de Bolsonaro. Outros 16% afirmaram que o apoio de Bolsonaro levaria "com certeza" a escolher determinado candidato.

Segundo o Datafolha, 64% dos entrevistados dizem que Castro "fez menos do que esperava" no governo. O atual governador ascendeu ao posto em agosto de 2020, após o então titular Wilson Witzel (PSC) ser afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em meio a uma investigação por suspeitas de desvios e corrupção durante a pandemia da Covid-19. Castro tomou posse em definitivo em junho do ano passado, após a conclusão do processo de impeachment de Witzel.

Desde então, Castro tem apostado na construção de alianças com a maioria dos prefeitos dos 92 municípios fluminenses a na injeção de recursos para investimentos e obras no estado, especialmente a partir dos leilões de concessão da Cedae, para se tornar mais conhecido e avançar na preferência do eleitorado.

Leia Também

Segundo a pesquisa, 8% dos eleitores consideram que Castro "fez mais do que se esperava" pelo estado, enquanto 13% consideraram que o governador fez exatamente o que esperavam. . Para 2%, Castro "não fez nada", enquanto 11% não souberam responder.

O Datafolha apontou ainda que 43% dos entrevistados dizem "nunca confiar" nas falas de Castro, enquanto 40% "às vezes confiam" e 7% afirmam sempre confiar em suas declarações.

Empate técnico na disputa pelo governo

O levantamento realizado pelo Datafolha identificou Castro em situação de empate técnico com o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) na liderança da corrida pelo Palácio Guanabara, com vantagem numérica para o parlamentar. Em um dos cenários, Freixo tem 22% das intenções de voto, contra 18% para Castro.

Em outro cenário, no qual o instituto considerou três pré-candidaturas não formalizadas por seus partidos -- as de Anthony Garotinho (União), Carlos Alberto dos Santos Cruz (Podemos) e André Ceciliano (PT) --, Freixo aparece com 18%, enquanto Castro fica com 14%. Apesar da redução nos percentuais, ambos se mantêm descolados dos demais adversários.

O Datafolha ouviu 1.218 eleitores em 31 municípios do Rio de Janeiro entre terça e quinta-feira. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo RJ-05998/2022. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários