Sergio Moro
Reprodução/Twitter
Sergio Moro

O ex-juiz Sergio Moro afirmou nesta sexta-feira, em coletiva de imprensa, que "não desistiu de nada". A declaração se dá um dia após confirmar sua filiação ao União Brasil e ver seus novos correligionários publicarem nota vetando sua candidatura à Presidência da República.

— Eu não desisti de nada. Muito menos do meu sonho de mudar o Brasil. Pelo contrário, sigo firme na construção de um projeto para o país — declarou.

Moro pediu "outros atos de desprendimento" e mencionou os presidenciáveis Luiz Felipe d'Avila (Novo), João Doria (PSDB), Eduardo Leite (PSDB), Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante) para fazer prosperar a unificação em torno de uma só candidatura.

Ele afirmou ainda que não será candidato a deputado federal, contradizendo comunicado de um dirigente do União Brasil, publicado na quinta-feira, afirmando que o ex-juiz chegava ao partido para disputar a Câmara. Ele negou que esteja procurando "foro privilegiado".

Depois de seus ex-aliados do Podemos terem emitido nota, na quinta-feira, se dizendo surpresos com a decisão de Moro, ele aproveitou os holofotes desta sexta para dizer que admira e agradece o partido e sua presidente, Renata Abreu, "por terem viabilizado sua caminhada até o momento".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários