Plataforma é usada por bolsonaristas para compartilhar notícias e informações
Reprodução/Twitter
Plataforma é usada por bolsonaristas para compartilhar notícias e informações

Após o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes determinar o  bloqueio do Telegram no Brasil nesta sexta-feira, bolsonaristas, conhecidos por utlizarem a plataforma com frequência, criticaram a decisão nas redes sociais. 

A deputada federal Carla Zambelli (PL) marcou o perfil de Moraes no Twitter e disse que esta é "a única ferramenta atual no qual temos liberdade de expressão":

No próprio Telegram, Bia Kicis comentou que a decisão do ministro coloca "a liberdade de expressão em risco". No Twitter, ela também afirmou que, com o bloqueio, "sufoca-se a verdade e instaura-se mais um passo da ditadura da toga":

Leia Também

Além delas, Clarissa Garotinho também se manifestou e questinou o motivo da medida ser implementada. Segunda ela, "só entra nos grupos quem quer": 

O bloqueio do aplicativo foi solicitado pela Polícia Federal, que apontou o constante descumprimento de ordens judiciais pelo Telegram. De acordo com a PF, a plataforma tem sido utilizado para a prática de diversos crimes.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários