Jair Bolsonaro (PL)
Reprodução: Flickr
Jair Bolsonaro (PL)

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu investigação, nesta segunda-feira (13), para apurar “possível ingerência indevida” do presidente Jair Bolsonaro na Petrobras. Quem relata o processo é o ministro Augusto Nardes.

A decisão também visa  “garantir a independência da empresa em face de potenciais atos irregulares que estariam sendo perpetrados pelo acionista controlador” , no caso o governo federal.

O TCU vai apurar indícios de que o presidente da República tem tentado interferir na política de preços da petrolífera. O presidente indiciou amigo Rodolfo Landim, seu grande amigo e aliado, para liderar o conselho de administração da Petrobras. 

Em várias oportunidades, Bolsonaro criticou a política de preços da estatal. No sábado último, após evento de filiação em massa de deputados do PL, o presidente da República disse que a empresa não pode trabalhar “exclusivamente visando lucro”.

“Lá atrás fizeram, no começo do governo Temer, essa política de paridade com o preço internacional. É coisa que ninguém entende, né? Estamos respeitando, se tiver que mudar isso aí, a Petrobras tem que apresentar uma proposta. Agora não pode, a Petrobras trabalhar exclusivamente visando lucro no mundo em crise” , declarou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários