Arthur do Val
Divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo
Arthur do Val

Em nota publicada neste sábado (5), o Movimento Brasil Livre (MBL) se manifestou sobre o  áudios sexistas atribuídos ao seu integrante Arthur do Val. No texto, o grupo disse que repudia os áudios, mas que isso não "invalida o objetivo da viagem". 

"O MBL repudia o teor dos áudios de seu integrante [...] Tal fato, contudo, não invalida o objetivo da viagem, que se cumpriu arrecadando mais de R$ 250 mil reais para os refugiados ucranianos", diz trecho. 

De acordo com o grupo, o valor arrecadado está sendo distribuído na região da Ucrânia. "Lamentamos o mal-estar que causamos às pessoas, especialmente mulheres, que se indignaram sinceramente com os áudios", afirma nota. 

O MBL também afirma que os áudios não impedirão o grupo de seguir com seu trabalho em prol da terceira via como uma alternativa "aos projetos políticos criminosos do PT e de Bolsonaro". 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários