Deputado federal, Kim Kataguiri, em entrevista ao Flow Podcast
Reprodução/ Youtube Flow Podcast
Deputado federal, Kim Kataguiri, em entrevista ao Flow Podcast


O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) decidiu processar 17 pessoas e quatro veículos de imprensa que o acusaram de praticar apologia ao nazismo . Alguns dos alvos são o ex-deputado Jean Wyllys, o deputado Ivan Valente (PSOL-SP), a filósofa Márcia Tiburi, o historiador Jones Manoel e o responsável pelo perfil @jornalismowando.


Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, ele ainda vai pedir direito de resposta e indenização da Band News, The Intercept Brasil, Nexo Jornal e Blog da Cidadania.


"É justo e necessário que a tentativa organizada de assassinar a reputação do deputado por parte dos agentes citados abaixo leve à condenação e, por consequência, indenização como resultado de seus atos", diz a nota assinada pelo representante de Kataguiri, o advogado Rubinho Nunes (PSL-SP).



O deputado diz que esses veículos distorceram o que ele falou no Flow Podcast. No episódio em questão, o apresentador do podcast, Monark, defendeu a criação de partidos nazistas , com reconhecimento legal, e Kataguiri disse que foi um erro a Alemanha ter criminalizado o nazismo. Os dois se tornaram  alvo de investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários