Jair Bolsonaro (PL)
Reprodução/Flickr
Jair Bolsonaro (PL)

presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou que o número de mortes de crianças causadas pela  Covid-19 é "quase zero" nesta quinta-feira (06). Tal afirmação é uma desinformação, visto que cerca de 300 crianças já vieram a óbito por conta da doença.  

Bolsonaro ainda atacou a vacinação infantil na faixa etária de crianças entre 5 e 11 anos , aprovada em 16 de dezembro pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Em entrevista à TV Nova Nordeste, o presidente questionou: "qual o interesse das pessoas taradas por vacina?". Bolsonaro disse que os pais de crianças não devem se deixar levar "propaganda" e ignorou casos de óbitos causados pela doença nessa faixa etária.

"O que que está por trás disso? Qual o interesse da Anvisa por trás disso aí? Qual o interesse das pessoas taradas por vacina? É pela sua vida? É pela sua saúde? Se fosse, estariam preocupados com outras doenças no Brasil, que não estão", disse o presidente.

O mandatário ainda criticou a decisão da Anvisa durante a entrevista a Rádio Nova, de Pernambuco, mesmo após o Ministério da Saúde ter anunciado nesta quarta-feira (05) que a imunização infantil deve começar na próxima semana.

"A Anvisa, lamentavelmente, aprovou a vacina para crianças entre 5 e 11 anos de idade. A minha opinião, quero dar para você aqui: a minha filha de 11 anos não será vacinada. E você tem que ler o que foi feito ontem no Ministério da Saúde, o encaminhamento disso daí, para você decidir se vai vacinar o seu filho de 5 a 11 anos ou não", afirmou Bolsonaro.

Leia Também

Apesar das fake news de Bolsonaro e sua oposição a ciência, a responsável pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 (Secovid) do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo, já afirmou que a vacina infantil é segura e não teve "nenhuma preocupação séria de segurança" identificada nos testes clínicos. Além disso, de Melo ainda afirma que a análise da Anvisa foi feita de "forma rigorosa e com toda a cautela necessária".

Bolsonaro ainda vai contra seu governo. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde em 04 de Janeiro deste ano mostraram que 311 crianças morreram por síndrome respiratória aguda grave causada pela Covid-19 durante a pandemia.




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários