André Mendonça, novo ministro do STF
Jefferson Rudy/Agência Senado
André Mendonça, novo ministro do STF

Nesta quinta-feira (16), o ex-advogado-geral da União André Mendonça tomou posse como novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), assumindo a 11ª cadeira da Corte. Indicado à vaga pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), ele ocupou o posto deixado pelo ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho deste ano .

A cerimônia ocorreu de maneira presencial no plenário do Supremo e contou com a presença dos atuais e ex-ministros do STF, além do presidente Bolsonaro e dos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Os únicos dois ministros da Corte que não compareceram ao evento foram Gilmar Mendes e Cármen Lúcia.

Cerimônia de posse de Mendonça no STF
Reprodução / TV Justiça
Cerimônia de posse de Mendonça no STF


Leia Também

De acordo com o presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, não houve fila de cumprimento ao novo ministro devido às restrições da Covid-19. Além disso, os convidados também precisaram apresentar o cartão de vacinação contra a doença ou o exame RT-PCR feito até 72 horas antes da cerimônia.

O nome do ex-advogado da União foi aprovado pelo plenário do Senado no último dia 1º de dezembro, por 47 votos a favor e 32 contra . Anteriormente, Mendonça também foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por 18 votos a 9 .

A aprovação do novo ministro se deu após uma espera de mais de quatro meses para que sua sabatina fosse marcada pelo presidente da CCJ,  senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que não concordava com a indicação de Mendonça ao Supremo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários