União Brasil faz ofensiva para ter vice na chapa de Sergio Moro
Waldemir Barreto/Agência Senado
União Brasil faz ofensiva para ter vice na chapa de Sergio Moro

A direção do partido União Brasil prepara uma ofensiva para conseguir emplacar o vice de  Sergio Moro para a eleição de 2022. Para isso, precisam convencer o próprio candidato, além do Podemos, sigla em que Moro é filiado. A movimentação é feita pela cúpula do PSL, que pensa em indicar o deputado Luciano Bivar. No DEM, ainda não há consenso sobre o indicado.

Para membros do PSL, Moro apresentará um crescimento nas  próximas pesquisas, mas não o suficiente para chegar ao segundo turno. Os dirigentes pretendem dizer a Moro e ao Podemos que o União Brasil é o único partido capaz de oferecer palanque para o projeto do candidato.

Segundo a coluna do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles, há um sentimento de que Moro está preso a uma 'bolha' criada pelo Podemos. Para se tornar um nome viável na terceira via, Moro acredita que precisará alcançar 18% das intenções de voto até abril do ano que vem.

A oferta de apoio por parte do União Brasil também tem o objetivo de usar a imagem de Moro para emplacar deputados, tanto do próprio União Brasil quanto do Podemos.

A fusão entre PSL e DEM para criar o União Brasil ainda não foi aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas a expectativa é positiva.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários