Michelle Bolsonaro e a família de André Mendonça comemorando a aprovação do novo ministro
Reprodução: Redes Sociais
Michelle Bolsonaro e a família de André Mendonça comemorando a aprovação do novo ministro

Em recente postagem nas redes sociais, a  primeira-dama Michelle Bolsonaro  classificou as piadas sobre ela como "intolerância religiosa" e "desamor". A esposa de Jair Bolsonaro (PL) se refere ao vídeo que viralizou na sexta-feira (03) após ela aparecer orando e comemorando a aprovação de André Mendonça no Supremo Tribunal Federal (STF) .

No Instagram, a primeira-dama postou uma matéria sobre o caso com o seguinte título: "Michelle Bolsonaro vira chacota na web após comemorar aprovação de Mendonça".

"Usarei 1 Coríntios 2:10-14 para responder à intolerância religiosa e o desamor de muitos a meu respeito, por celebrar a vitória do meu irmão em Cristo André Mendonça 'Ora, o homem natural não compreende as coisas do espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente", escreveu Michelle.

Michelle Bolsonaro em seu perfil no Instagram
Reprodução: Instagram
Michelle Bolsonaro em seu perfil no Instagram

Nas imagens do vídeo que circula na web, a esposa de Jair Bolsonaro aparece pulando, chorando e agradecendo a Deus pela aprovação de Mendonça. Logo depois ela ora com os simpatizantes do novo ministro.

Leia Também

Michelle apoiou a indicação de Mendonça devido a uma promessa do presidente de indicar uma pessoa "terrivelmente evangélica" ao STF. Além de parlamentar, André Mendonça também é pastor e ainda afirmou que a conquista é um "salto para os evangélicos".

André Mendonç a  ocupará a vaga de Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho de 2021. Ele é o segundo indicado por Bolsonaro ao STF. No ano passado, o presidente nomeou Nunes Marques para a Corte. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários