Reprodução
"Não vou dizer que no meu governo não tem corrupção", afirma Bolsonaro

presidente Jair Bolsonaro (PL) conversou com apoiadores no Palácio do Alvorada, nesta segunda-feira (06), e não garantiu que seu governo é livre de corrupção. "A gente não sabe o que acontece, muitas vezes", ressaltou.

"Não vou dizer que no meu governo não tem corrupção, porque a gente não sabe o que acontece, muitas vezes. Mas, se tiver qualquer problema no meu governo, a gente vai investigar isso", afirmou.

O mandatário alegou que não consegue dar conta dos milhares de servidores comissionados ou com ministérios, mas acredita - na sua opinião - que a maioria "são pessoas honestas".

O capitão do Exército também falou sobre a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal e lembrou que o próximo presidente terá a possibilidade de indicar mais dois ministros na corte.


"Não sou evangélico, sou católico. O evangélico está no Supremo agora [em relação a André Mendonça]”, disse. “Se eu for candidato e reeleito, a gente bota dois no início de 23 [2023] lá. É que a ‘capetada’ tá se reunindo. Eu sou capitão, mas a ‘capetada’ tá se reunindo", completou o presidente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários