Presidente Jair Bolsonaro reclama de protestos após comparação entre self-service e eleições
Isac Nóbrega/ PR
Presidente Jair Bolsonaro reclama de protestos após comparação entre self-service e eleições

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conversou com apoiadores na saída do Palácio do Alvorada, na manhã deta terça-feira (23) e reclamou que sua comparação entre as eleições presidenciais e uma oferta de self-service, realizada na última segunda (22), gerou protestos da categoria.

"Ontem eu falei uma coisa aqui que um cara ligou pra mim indignado. Eu falei: ó, eleição é igual self-service, é o que tá na mesa. Às vezes tem um negócio estragado ali. Pronto, ele disse que eu ofendi o pessoal do self-service no Brasil todo. Impressionante, né? Você não pode falar nada. Eu só não como o que não tem. Agora pra complicar: eu gosto de comer num pé sujo", afirmou o mandatário.

No dia anterior, Bolsonaro afirmou: "O que eu vejo nas eleições é que é um self-service. Tem uns 10 produtos na mesa. Tem uns oito tóxicos, né? Tem uns oito estragados".


Mesmo sem citar nominalmente quais seriam as opções tóxicas, Bolsonaro provocou, horas depois, seu ex-ministro e pré-candidato à presidência da República Sergio Moro ao duvidar da sua capacidade de se comunicar com a população. "Ficou comigo [no Ministério da Justiça] um ano e pouco aí. Eu quero ver ele num carro de som falando com o povo. Só isso e mais nada. Não vou criticar ninguém, não".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários