Lula minimiza ditadura na Nicarágua e compara Daniel Ortega a Angela Merkel
Reprodução/redes sociais
Lula minimiza ditadura na Nicarágua e compara Daniel Ortega a Angela Merkel

ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) minimizou o regime ditatorial existente na Nicarágua e comparou a permanencia no poder do ditador Daniel Ortega com as eleições democráticas que elegeram Angela Merkel na Alemanha. As declarações foram realizadas em entrevista ao jornal espanhol El País, na noite da última segunda-feira (22). Assista:


"Por que a Angela Merkel pode ficar 16 anos no poder e Daniel Ortega, não? Por que [o ex-presidente da Espanha] Felipe González, aqui, pôde ficar 14 anos? Qual é a lógica?", questionou o ex-metalúrgico às jornalistas presentes.

Em seguida, as profissionais de imprensa responderam que Merkel e González não prenderam opositores no período em que estiveram no poder.

Leia Também

Lula, então, moderou o discurso: "Eu não posso julgar o que aconteceu na Nicarágua. No Brasil, eu fui preso. Fiquei 580 dias preso para que o Bolsonaro fosse eleito presidente. Eu não sei o que as pessoas fizeram [na Nicarágua] para que fossem presas. Se o Daniel Ortega prendeu a oposição, como fizeram comigo no Brasil, ele estará totalmente errado".

A releeição do ditador Daniel Ortega na Nicarpagua foi motivo de repulsa para os principais países do ocidente. Já o Partido dos Trabalhadores (PT) seguiu na direção oposta e comemorou a "grande manifestação popular e democrática" da população nicaraguense.


Ortega venceu as eleições com 75% dos votos válidos, após uma série de prisões de seus opositores durante o pleito. Sua principal oponente, Cristiana Chamorro, junto de outros seis possíveis adversários, foram detidos no período eleitoral.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários