Renan Calheiros (MDB-AL)
Divulgação/Agência Senado/Marcos Oliveira
Renan Calheiros (MDB-AL)

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL) está articulando para tentar convencer o grupo majoritário da Comissão, conhecido como G7, a aceitar a inclusão de um pedido de indiciamento do ministro da Defesa, Braga Netto , em seu relatório final .

O general foi ministro da Casa Civil durante grande parte da pandemia de Covid-19 e coordenou as ações de combate à doença. Segundo apuração da CNN Brasil , Calheiros quer pedir seu indiciamento por ele ter cometido erros enquanto ocupava essa função, na visão do senador.

O relator afirmou que já teria finalizado o documento, mas essa versão não é necessariamente a que irá a voto. A cúpula deve discutir o relatório em uma reunião nesta sexta-feira (15), para conversar sobre possíveis divergências, como a própria inclusão de Braga Netto.

Além do pedido de indiciamento de Bolsonaro por onze crimes, o documento também traz os nomes dos três filhos do presidente, todos com pedidos de indiciamento por descumprimento de norma sanitária e incitação ao crime.

Flávio também terá adicionado o crime de advocacia administrativa, por ter intermediado um encontro no BNDES para Francisco Maximiano, dono da Precisa Medicamentos .

Outros nomes como os de Onyx Lorenzoni, ministro do Trabalho, e Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, também aparecem no documento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários