Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados
Reprodução/Twitter
Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados

Em seu primeiro pronunciamento após as  manifestações de Sete de Setembro, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse ser hora de "dar um basta" nas escaladas e bravatas antidemocráticas. O parlamentar, no entanto, não citou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tampouco falou sobre impeachment.

“É hora de dar um basta a essa escalada em um infinito looping negativo. Bravatas em redes sociais, vídeos e um eterno palanque deixaram de ser um elemento virtual, e passaram a impactar o dia a dia do Brasil de verdade", disse Lira. 

O presidente da Câmara também comentou a insistência do chefe do Executivo e de seus apoiadores em defender a pauta do voto impresso — já rejeitada pelo plenário da Casa.

"Não posso admitir questionamentos sobre decisões tomadas e superadas sobre o voto impresso. Uma vez definida, vira-se a página."

Apesar do tom crítico aos ataques às instituições democráticas, Lira enalteceu a 'pacificidade' dos atos que ocorreram no feriado. 

"Uma democracia vibrante se faz assim, com participação popular, liberdade e respeito á opinião do outro."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários