Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Reprodução/Youtube
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi denunciado no  Tribunal Penal Internacional, em Haia, pelas ações tomadas pelo poder Executivo no âmbito da pandemia de Covid-19. A acusação de genocídio foi feita pelo Movimento Brasil livre e confirmada pelo líder do grupo, Renato Battista.

"Denunciei Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional pela condução desastrosa da pandemia e pela omissão de Augusto Aras em investigar o presidente. Pedi a abertura de investigação e sua prisão preventiva", disse Battista.

Além de Bolsonaro, o procurador-geral da República, Augusto Aras, também foi declarado culpado na denúncia. Segundo o MBL, Bolsonaro teria sido responsável pela crise sanitária ao apostar na "imunidade de rebanho" e por fazer "apelo" aos cidadãos para que usassem medicamentos comprovadamente ineficazes ao invés de incentivar a vacinação.

A peça, que pede a prisão do presidente, também cita pouco caso com as medidas de distanciamento social e disseminação de informações falsas sobre a doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários