Pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes
André Carvalho/CNI
Pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes

O pré-candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, disse em entrevista ao programa Conversa com Bial  que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) "subornou" a cúpula militar do governo , que estaria agindo como um "partido político miliciano".

O pedetista disse que "mordeu a língua" ao ter acreditado parcialmente em alguns setores do governo, como o militar e o econômico —  este chefiado por Paulo Guedes.

"A racionalidade do Paulo Guedes virou um patrimonialismo sem precedentes (...) e feri feio a língua porque mais do que os militares moderarem o Bolsonaro, o Bolsonaro subornou essa cúpula militar que está perigosamente sendo transformada em um partido político miliciano", disse. A entrevista completa vai ao ar na noite desta segunda-feira (9).

 "Ao invés de ser moderado por eles, o Bolsonaro subornou e corrompeu uma parte da cúpula dos militares e das PMs. E no delírio dele é com isso que ele vai enfrentar a democracia."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários