Empresário Carlos Wizard na CPI da Covid
Divulgação/Agência Senado/Pedro França
Empresário Carlos Wizard na CPI da Covid

Apontado como um dos membros do chamado gabinete paralelo do Ministério da Saúde — um dos principais alvos da CPI da Covid — o empresário Carlos Wizard teve um aumento de patrimônio em R$ 12,4 milhões, incompatível com sua renda declarada em 2020. A declaração fiscal está retida em malha fina para a apuração de inconsistências. As informações são do jornalista Guilherme Amado.

Segundo o colunista, os auditores relatam ter identificado no documento fiscal um “indício de variação patrimonial a descoberto” do empresário na declaração de imposto de renda de 2020, isto é, um crescimento financeiro "sem lastro".

A Receita observa inconsistências de cerca de R$ 14 milhões na declaração de bens e direitos do empresário entre 2019 e 2020.

O documento também aponta que, de 2019 a 2020, as dívidas de Wizard passaram de zero a R$ 33 milhões, sendo as empresas Distribuidora Mundo Verde e Rede Brasileira de Bem Estar as credoras do valor. Wizard não é sócio de nenhuma delas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários