Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara dos Deputados
O Antagonista
Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara dos Deputados

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (sem partido-RJ), contrariou a versão de Braga Netto de que não teria feito ameaças antidemocráticas à Câmara dos Deputados . "Todos sabem que é verdade", disse o parlamentar.

O ministro Braga Netto já tinha soltado nota agredindo a CPI da Covid (...) É apenas uma escalada onde infelizmente o ministro da Defesa veste a roupa de político ao invés de comandante das Três Forças Armadas brasileiras", disse o deputado.

O ex-presidente da Câmara disse, ainda, que o ministro da Defesa deveria "ter vergonha" do que está fazendo. "É a prática do populismo, que não questiona eleições via urna, mas as instituições. Essa é a prática, agora, sendo utilizada pelo comandante maior do Ministério da Defesa, que deveria ter vergonha do que está fazendo."

Maia argumentou à favor da idoneidade das urnas eletrônicas e,  assim como o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), garantiu que haverá eleições no ano que vem, com ou sem voto impresso.

"É claro que haverá eleição, se o presidente não quiser disputar é um direito dele. Aliás, aqui entre nós, no passado, Jânio Quadros renunciou esperando ser chamado de volta. O Bolsonaro talvez fique falando essas coisas esperando uma mobilização a favor dele e sabemos que não existirá."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários