Ciro Gomes (PDT)
André Carvalho/CNI
Ciro Gomes (PDT)

Em vídeo publicado em suas redes sociais, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) comentou a conjuntura política de Cuba — que vive onda de protestos populares há quase uma semana. Segundo o pedetista, o regime cubano é uma "ditadura" semelhante aos regimes nazista e fascista, vividos respectivamente na Alemanha e na Itália no século XX.

"Outros regimes despóticos, até mesmo terríveis como os de Hitler [na Alemanha], Mussolini [Itália] e Stalin (URSS) foram apoiados por certo tempo pela maioria do povo, Mas esse apoio não os transformou em democracias", comentou. 

Na gravação, Ciro ainda critica o embargo econômico dos EUA a Cuba e as políticas externas dos governos passados do Trabalhadores (PT) e do atual, de Jair Bolsonaro (sem partido), em relação ao tema.

"A política externa brasileira não pode ser condescendente, como é agora no governo Bolsonaro, com desrespeito à soberania de Cuba e ao direito internacional, promovido nos Estados Unidos (...) E não deve seguir o figurino do PT, marcado pelo cacoete de velho tipo de esquerdismo".

Ambos criticados, os ex-presidentes Lula (PT) e o atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro, pensam de maneira antagônica em relação às manifestações em Cuba. Enquanto o petista criticou o embargo econômico norte-americano ao país — que já dura 60 anos—, Bolsonaro demonstrou apoio ao civis descontentes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários