Presidente Jair Bolsonaro
Reprodução/Youtube
Presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer ameaças contra a democracia e a defender o  voto impresso nesta quinta-feira (8), em conversa com apoiadores em frente ao Alvorada. O chefe do Executivo deu a entender que não haverá eleição se o voto impresso não for implementado.

"Eleições, ano que vem, serão limpas. Ou fazemos eleições limpas no Brasil, ou não teremos eleições", disse.

O presidente também atacou os senadores  Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, e Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão, ao negar suspeitas de corrupção na compra das vacinas da Covaxin e do caso Davatti , afirmando que os valores das supostas irregularidades são muito altos para serem críveis. 

"Só na cabeça de um cara que desvia no seu estado R$ 260 milhões, como Omar Aziz desviou, é que pode falar isso daí. Só um cara que tem 17 inquéritos de corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo, faz isso."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários