Mesa diretora da CPI em entrevista no Senado Federal
Divulgação/Agência Senado/Waldemir Barreto
Mesa diretora da CPI em entrevista no Senado Federal

Nesta quarta-feira (30), a CPI da Covid  quebrou os sigilos telemático e telefônico de Tercio Arnaud Tomaz, José Matheus Salles Gomes e Mateus Matos Diniz, assessores diretos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) . As informações da CNN Brasil .

Nesta quinta-feira (1), um delegado da Polícia Federal especializado em crimes cibernéticos depõe à Comissão para ajudar a direção na nova fase que pretendem seguir: mapear a produção e divulgação de fake news relacionadas à pandemia. 

A CPI também conseguiu aprovar a quebra de sigilo de Ligia Nara Arnaud Tomaz, irmã de Tercio, do jornalista Allan Lopes dos Santos e do assessor do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), Carlos Eduardo Guimarães.

Para mover as ações, a cúpula se baseou nas pessoas citadas no inquérito das fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) sob a condução do ministro Alexandre de Moraes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários