O servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda (à esquerda) e o deputado federal Luis Miranda
Reprodução/Twitter
O servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda (à esquerda) e o deputado federal Luis Miranda

O servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda, que denunciou uma suspeita de corrupção do Governo Bolsonaro na compra da vacina Covaxin, teve seu acesso ao sistema do trabalho bloqueado após depor na CPI da Covid na última sexta-feira, 25 .

A situação foi divulgada nas redes sociais pelo irmão de Luís Ricardo, o  deputado federal Luís Miranda (DEM-DF), que também depôs na CPI na sexta, revelando que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sabia do caso de corrupção e não fez nada para impedir.

"Aos defensores de bandidos, meu irmão acaba de descobrir que bloquearam ele do sistema do Ministério da Saúde, vale ressaltar que ele é funcionário de carreira! Isso é ilegal, perseguição e só comprova que eles tem muito para esconder. Meu irmão, eu não vou te abandonar", escreveu o deputado em uma rede social. Veja:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários