Ex-secretário da saúde Élcio Franco depõe à CPI da Covid
Marcos Oliveira/Agência Senado
Ex-secretário da saúde Élcio Franco depõe à CPI da Covid

O ex-secretário Executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco , afirmou durante depoimento na CPI da Covid que o Ministério da Economia foi responsável por não incluir em Medida Provisória uma cláusula que viabilizaria a compra de vacinas da Pfizer . Diante da afirmação, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (REDE-AP), sugeriu que o ministro da Economia, Paulo Guedes , seja ouvido.

Embora houvesse aprovação de outros órgãos do governo, segundo Franco, a retirada de um trecho da MP que permitiria a compra do imunizante da Pfizer foi feita após discordância da pasta.

Você viu?

Franco afirmou que não havia consenso quanto à inclusão do dispositivo na MP. Diante da resposta, foi questionado pelo vice-presidente da Comissão, Randolfe Rodrigues , sobre a afirmação já que a Controladoria Geral da União, a Advocacia Geral da União e o Ministério da Justiça assinaram a minuta.

— Houve falta de consenso entre as jurídicas dos ministérios. Nesse caso, o Ministério da Economia— disse. — O Ministério da conomia não participou desse consenso, foi ele que discordava dessa situação com relação a essas cláusulas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários